BRASIL
A produção brasileira de café tornou-se quase uma ciência, desde que os cafeeiros foram introduzidos no Brasil em 1720, oriundos da Guiné Francesa. O café brasileiro é produzido entre os 200 e os 1000m acima do nível do mar, e é predominantemente seco ao sol, por isso se chama não lavado, apesar de nos últimos anos ter vindo gradualmente a aumentar a quantidade produzida de cafés lavados e semi lavados. São cafés neutros de baixa acidez, onde se poderão detetar algumas notas florais se bem maduros. São uma excelente opção para a base dos blends de café torrado. O café Arábica não lavado chama-se vulgarmente Brasil, para o distinguir dos restantes milds e o robusto Brasileiro é conhecido pelo nome de conillon. O Brasil é o primeiro produtor mundial de café.

Rio de Janeiro

Amazónia

Bahia

Locais a não perder

Como diz a música, o Rio de Janeiro é uma cidade “cheia de encantos mil” e, por isso mesmo, de visita obrigatória. Já quem prefere cenários de perder o fôlego não pode deixar de visitar a Floresta que possui metade das espécies terrestres do planeta: a Amazónia. Também a Bahia tem vários atrativos, como são exemplo disso as suas maravilhosas praias. Além disso, foi aqui, mais concretamente em Porto Seguro, que os portugueses ancoraram pela primeira vez no ano de 1500.

O QUE LEVAR

As antigas Fazendas do Vale do Café, situado a cerca de 120 km do Rio de Janeiro, têm hoje as portas abertas aos visitantes. No século XIX, elas produziam 75% do café consumido no mundo.

Boa disposição
Curiosidade
Máquina Fotográfica e câmara de filmar
Bolinhos de café SICAL e cacau
Café e cacau; uma combinação vencedora quando se quer agradar a todos!

Tempo médio 40 minutos
Dificuldade Fácil
8 pessoas